Uso de celular no trabalho pode resultar em perdas de direitos dos trabalhadores

Além da demissão por justa causa, a reputação corre riscos e pode ser prejudicada.

Para muitas pessoas ficar um minuto longe do aparelho celular é praticamente impossível. No entanto, além de danos psicológicos, essa dependência pode acarretar em prejuízos no dia a dia no trabalho e a consequente perda de direitos.

A Justiça entende que as empresas podem demitir o colaborador que faz uso indevido do aparelho celular e da internet durante o expediente. Nos casos em quem os colaboradores continuam desrespeitando as regras da empresa podem ser demitidos, inclusive por justa causa, perdendo o acesso a vários direitos trabalhistas e prejudicando sua imagem profissional no mercado de trabalho.

De acordo com artigo 482 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), os atos de “indisciplina” ou “insubordinação” podem ser caracterizados como atitudes que constituem no desligamento do colaborador por justa causa. No entanto, é importante ressaltar que os empregadores comuniquem toda sua equipe sobre a política e as normas da empresa referente a utilização da internet e celulares. Essa postura tornará mais sólida a posição da empresa, caso a decisão de demitir alguém por justa causa venha ser questionada.

Dessa maneira, antes de se levar adiante a demissão por justa causa é recomendado a aplicação de advertências ou suspensão, uma vez que, tais medidas podem causar consequências educativas. Porém, caso os colaboradores não quiserem aceitar ou cumprir as políticas determinadas pela empresa a demissão pode ser a única alternativa.

Mais Imagens

« Voltar
Avenida Júlio de Castilhos, 1129 - 95010-003 - Caxias do Sul - RS